fbpx

Conheça as principais inovações da agricultura familiar no Brasil

Trator em lavoura

Você sabia que a maioria dos alimentos produzidos no Brasil vêm da agricultura familiar? Nela, o controle da produção se concentra nos pequenos produtores rurais e a mão-de-obra, normalmente, é a própria família.

Essa modalidade de cultivo pode parecer rudimentar, mas a verdade é que a agricultura familiar no Brasil vem incorporando diversas mudanças nos últimos anos, em um processo contínuo de reinvenção e modernização.

Como nós trabalhamos com irrigação há muitos anos, acompanhamos de perto essas mudanças e como elas acontecem. E para compartilhar esse cenário com você, nosso leitor agricultor, vamos comentar as principais inovações que estão acontecendo no campo.

Será que você está sabendo de todas as novidades? E está colocando em prática? Descubra com a gente!

Envolvimento com associações e cooperativas rurais

Formar parcerias e mostrar presença no mercado da região é importante para profissionais de qualquer segmento profissional. Portanto, não poderia ser diferente no caso dos pequenos agricultores.

Por isso, está crescendo a consciência de que quem trabalha com agricultura familiar no Brasil também precisa se envolver com associações e cooperativas rurais para que o negócio progrida.

Esses encontros são oportunidades para que os agricultores possam trocar ideias sobre práticas mais eficientes, dar e oferecer ajuda, além de encontrar oportunidades de cursos profissionalizantes e créditos financeiros — tudo em vista do aumento da lucratividade.

Oferta de treinamento para os trabalhadores

Tradicionalmente, a agricultura familiar no Brasil é vista como um meio de subsistência — ou seja, o produtor planta apenas para comer e alimentar a família.

Mas esse cenário já mudou (e continua a mudar). Hoje, existem inúmeros cursos técnicos e de especialização que capacitam o trabalhador rural a produzir mais e melhor, qualificando-o para competir no mercado agropecuário.

Ou seja, como em qualquer área de trabalho, a agricultura familiar percebeu a necessidade de se profissionalizar para resistir às mudanças e está investindo cada vez mais no estudo.

Implementação de tecnologia e automação

A tecnologia está chegando com força a todas as lavouras. Isso acontece pela necessidade de aproveitar melhor as pequenas propriedades para produzir em maior quantidade.

Ou seja, o produtor familiar no Brasil está cada vez mais aderindo às inovações tecnológicas para melhorar seus processos, otimizar tempo e aumentar a eficiência da cadeia de produção.

Um tipo de tecnologia que foi aderida em massa pelos pequenos e médios produtores é no processo de irrigação, que antes era exclusivo de grandes produções. Na agricultura familiar, o mais comum são os sistemas semi-automatizados, como o carretel de irrigação.

Você já leu o artigo em que explicamos qual é o tipo de irrigação ideal para pequenos agricultores? Informe-se bem para aderir ao sistema correto para você.

Busca por cursos de gestão rural

Não é só o trabalhador rural que deve ter o esforço de se profissionalizar.

Os agricultores que controlam o processo de produção também estão notando a necessidade de aprender novas habilidades de gestão para amadurecer o negócio.

Essa mentalidade pode trazer de volta parte das pessoas que migraram do campo para a cidade por não enxergarem perspectivas de crescimento na agricultura familiar no Brasil — processo conhecido como “êxodo rural”.

Hoje, o campo tem carência de gente interessada em aprender, inovar, se profissionalizar e testar novas tecnologias para que a evolução não pare e o setor continue a ser lucrativo.

Acompanhamento de tendências

Por fim, todos estão encontrando a sua forma de estar por dentro do que acontece de novo no campo. Seja pela internet, revistas ou associações. Aqui no blog, toda semana postamos novidades sobre irrigação e agricultura. E no início deste ano, publicamos as tendências para 2020 no meio rural. Vale a pena a leitura!

Powered by Rock Convert