fbpx

Quais as principais doenças do milho?

Milho em plantação pronto para ser colhido

Se você já investe na produção de milho, provavelmente sabe que existem diversas doenças que podem atingir a planta e prejudicar a plantação como um todo. Agora, se você está pensando em começar a produção desta cultura, é importante que você entenda quais as principais doenças do milho e como evitá-las.

Por isso, nós trouxemos quais são as principais doenças da cultura do milho e ainda algumas dicas de quando ficar atento, como evitar e como a irrigação influencia nesse processo.

Principais doenças do milho

Para exemplificar e deixar mais claro as doenças que são comuns na cultura do milho, fizemos uma lista com as principais:

Cercosporiose

Também conhecida como mancha de cercospora do milho, a doença é causada por 3 espécies de fungo: Cercospora zeae-maydis, Cercospora zeina e Cercospora sorghi sp. maydis.

Os sintomas da doença se apresentam como lesões nas folhas, paralelas às nervuras da planta. Essas lesões geralmente têm sua coloração entre verde e marrom, entretanto, quando em condições de alta umidade, as folhas ficam tomadas de esporos, adquirindo a cor acinzentada.

  • A doença pode provocar até 80% de perdas na produção.

Ferrugens na cultura do milho

Existem três tipos de ferrugens na do milho: a ferrugem comum, a polysora e a tropical ou branca. Desses três tipos da doença, a mais preocupante é a ferrugem polysora que pode representar perdas de até 65% na produção.

Vale destacar que os sintomas e as condições ambientais favoráveis para as doenças aparecem também são diferentes:

  • Ferrugem comum: manchas alongadas de coloração marrom-canela, se manifestam geralmente em baixas temperaturas e alta umidade relativa do ar;
  • Ferrugem polysora: manchas pequenas de coloração amarela e dourada, estas se manifestam geralmente em temperaturas mais elevadas, com uma média umidade do ar;
  • Ferrugem tropical: pequenos grupos de manchas paralelas às nervuras, de coloração amarelada, castanha e branca, se manifestam em ambientes quentes e úmidos.

Antracnose na cultura do milho

A antracnose é uma doença causada pelo fungo conhecido como colletotrichum graminicola, que pode causar até 40% de perda na produção do milho. Este fungo pode atacar qualquer parte da planta, porém seus danos mais profundos a produção ocorrem quando ele se manifesta nas folhas e no colmo.

Entre os principais sintomas da doença estão algumas lesões necróticas e estreitas de coloração castanha na região afetada.

Quando as doenças aparecem

Como já observamos brevemente na descrição das doenças, cada uma depende de fatores divergentes para se manifestar na produção.

Entretanto, podemos afirmar que o clima, a umidade do ar e a quantidade de nutrientes absorvidos pela cultura são fatores que podem influenciar no aparecimento das doenças.

Assim, fique atento às mudanças de temperatura, a quantidade de chuvas e na saúde da planta durante todo seu desenvolvimento. Essa é a medida mais geral para assegurar a saúde das plantas, mas lembre-se: cada doença possui sua singularidade.

Papel da irrigação para evitar as doenças do milho

Fazer o plantio do milho irrigado traz diversos benefícios para o produtor que investe nessa cultura.

Essa técnica, além de melhorar a qualidade da produção, principalmente em épocas que não são propícias ao seu desenvolvimento, permitem que esta absorva corretamente os nutrientes do solo, ficando mais saudável para enfrentar as doenças.

Conte com o IRRIGAT para irrigação do milho

Irrigação em plantação de milho

O IRRIGAT é o sistema de irrigação perfeito para quem busca melhorar a produtividade, economizando tempo, mão de obra e dinheiro. Assim, conte com toda a qualidade pensada para irrigar áreas de até 20 hectares e tenha a ajuda necessária para combater as principais doenças do milho.

Saiba mais sobre o sistema de irrigação da IRRIGAT clicando aqui!!

Powered by Rock Convert