Fique sabendo tudo o que for relacionado a irrigação.

Ver mais notícias

Irrigação automatizada: sistemas com instalação e manutenção práticas

Irrigação automatizada: sistemas com instalação e manutenção práticas

A irrigação automatizada é uma grande aliada para quem opta pela comodidade de reduzir gastos e custos onerosos.

A necessidade de água em cada tipo de planta é diferente e, além disso, outros fatores interferem na demanda, como clima, tipo de solo e fase de crescimento desta. Todas essas variações podem ser controladas por um sistema de irrigação automatizada.

O que é irrigação automatizada?

Irrigação automatizada é quando se faz uso da tecnologia e da automação para oferecer água na medida certa para plantas, jardins e outros tipos de vegetação, após a análise de um especialista e desenvolvimento de um projeto que atenda suas necessidades.

Esse tipo de irrigação evita que você se torne refém de épocas de chuvas ou de cuidados constantes de funcionários, trazendo mais eficiência e proatividade para sua produção.

Sistemas de irrigação automatizada

Os sistemas de irrigação automatizada são mais práticos de operar e exigem menos mão de obra para operação do que os demais. Além disso, a instalação deles exige maior cuidado e atenção por envolver elementos mais sensíveis. Há inúmeros tipos de sistemas de irrigação automatizada, dos mais simples aos mais complexos, e eles se dividem em: em aspersão, microaspersão e gotejamento.

Dentre eles, podemos dizer que os sistemas por aspersão são ainda mais práticos, pois a instalação, geralmente, não demanda nenhuma mudança no terreno.

Conheça um pouco mais de cada sistema de irrigação automatizada:

Irrigação por gotejamento

Nesse sistema, a água é levada sob pressão por tubos, até ser aplicada ao solo através de emissores diretamente sobre a zona da raiz da planta, em alta frequência e baixa intensidade. 

Proporciona uma eficiência na ordem de 90%, entretanto possui um elevado custo de implantação.

Irrigação por aspersão

Esse tipo de irrigação simula uma chuva artificial onde um aspersor expele água para o ar, que por resistência aerodinâmica se transformam em pequenas gotículas de água que caem sobre o solo e plantas. Seus principais sistemas são a convencional, o pivô-central e o auto-propelido.

Irrigação semi-automatizada

Irrigatinhos

Entre todos os modelos de irrigação por aspersão existentes no mercado, a opção com melhor custo-benefício para produtores de pequeno e médio porte é a irrigação por carretel.

Considerado um sistema de irrigação semi-automatizado, ele possui valor de implementação que  está dentro do esperado pelos clientes, conforme tamanho e condições do terreno, além de ser um sistema prático de usar e que otimiza a mão de obra.

Além do carretel, também funciona através de um canhão com altura regulável, uma motobomba e uma tubulação (necessária para conduzir a água do reservatório até o ponto de conexão com o rolo de irrigação).

O sistema todo é bem intuitivo e tranquilo de manejar. Para fazer a irrigação, você só precisa levar o carretel até um ponto da plantação e ligar a motobomba. A própria pressão da água recolhe a mangueira do carretel, automaticamente, e faz a irrigação por faixas.

Antes de escolher qual sistema de irrigação automatizada é a melhor para sua plantação, veja como funciona o Sistema de Irrigação IRRIGAT! Independentemente da opção, investir em irrigação é o primeiro passo para aumentar sua produtividade e garantir lucro o ano inteiro!

Compartilhar