fbpx

Pasto irrigado dá um bom retorno financeiro?

Carro menor pastagem

Será que o pasto irrigado dá um bom retorno financeiro? Esta é uma dúvida que muitos produtores rurais nos enviam, mostrando-se inseguros em apostar no investimento.

Primeiramente, adiantamos que sim, a irrigação de pasto vale a pena sob o ponto de vista econômico! Isso pode ser confirmado inclusive por agrônomos que já apostaram neste sistema (veja aqui).

Só que é preciso ficar de olho nos custos totais de implementação e manutenção da irrigação. Se você quer entender em mais detalhes como calcular e prever o retorno financeiro do pasto irrigado, continue a leitura do artigo!

Quais são os custos envolvidos no pasto irrigado?

Para entender qual é o retorno financeiro do seu pasto irrigado, primeiro você precisa ter bem claro quais são os custos envolvidos no sistema. Indicamos que você utilize estas siglas e anote os custos da irrigação para facilitar o cálculo:

  • CAI: Custo de Aquisição e Implantação do sistema;
  • CF: Custo Financeiro (quantia em dinheiro ou financiamento utilizado para pagar o sistema);
  • CM: Custo de Manutenção do sistema de irrigação;
  • CE e CMO: Custo de Energia e Custo de Mão-de-obra, que compõem o Custo Operacional (CO).

Como calcular o custo total do pasto irrigado?

Agora é hora de colocar tudo na ponta do lápis para ver qual é a parte do gastos que está sendo direcionada apenas para a irrigação na sua pastagem.

Para isso, some todos os gastos de CAI, CF, CM, CE e CMO (conforme explicamos acima), chegando ao custo da irrigação em reais (R$) por hectare ao ano (ha.ano).

Aponte também os gastos com adubação e manejo do pasto, utilizando a mesma unidade de medida (R$/ ha.ano). Depois, com o valor do custo total (irrigação + adubação e manejo), você consegue chegar ao percentual gasto apenas com a irrigação.

Se este percentual for maior que 50%, é interessante analisar onde pode haver oportunidade de economia (por exemplo, se você utiliza irrigação diurna, considere trocar para a irrigação noturna, pois à noite o valor da energia é mais barato).

Como prever o retorno financeiro do pasto irrigado?

Para prever o retorno financeiro do pasto irrigado, geralmente se faz um comparativo entre o lucro da produção da área irrigada e o lucro da área de sequeiro (pasto seco).

Vamos a um exemplo: digamos que a média de produção de leite por vaca em uma pastagem seja de 15 litros por dia. O custo da produção do leite fica em torno de R$ 0,70 por litro, e o preço de venda do litro é R$ 1,00. Então, o produtor tem uma margem de lucro de R$ 0,30 por litro de leite.

Comparando a lotação dos pastos sequeiro e irrigado, na média, são 7 unidades de animal (UA) por hectare no sequeiro e 15 UA por hectare no pasto irrigado. Sobre a quantidade de vacas em lactação (que produzem leite), calcula-se uma média 2,8 UA/ha no sequeiro e 5,9 UA/ha no irrigado.

Então, calculando a produtividade das vacas em lactação ao longo do ano inteiro (365 dias), teremos uma produção de cerca de 15 mil litros de leite por hectare no sequeiro e 32 mil litros no pasto irrigado.

Multiplicando pelo valor do lucro por litro de leite (R$ 0,30), chegamos a cerca de R$ 4.500 de lucro por hectare ao ano no sequeiro e R$ 9.600 no irrigado. Ou seja, é um ganho de mais de R$ 5.000 por hectare ao ano no pasto irrigado.

Depois, basta subtrair o custo total da irrigação deste lucro bruto (R$ 5.000). Digamos que o custo da irrigação seja em torno de R$ 3.500 por hectare ao ano. Assim, o retorno financeiro da irrigação será de aproximadamente R$ 1.500 por hectare ao ano.

Conclusão

Percebeu como o pasto irrigado pode dar um bom retorno financeiro? É só colocar tudo na ponta do lápis e fazer os comparativos que isso fica bastante claro!

Agora, adapte os números à realidade da sua propriedade e veja o quanto você pode ganhar em lucratividade adotando um sistema de irrigação no seu pasto. Boa sorte!

Powered by Rock Convert