fbpx

3 dicas para tornar a sua propriedade rural sustentável

Propriedade rural

Manter uma propriedade rural em funcionamento de forma sustentável é o grande desafio dos agricultores.

Graças a tecnologia e aos estudos realizados nessa área, por conta da importância que tem sido dada a sustentabilidade, já existem algumas soluções para estas questões desafiadoras.

Nessas dicas para tornar a sua propriedade sustentável, você verá que algumas delas demandam mais tempo e planejamento para implementação. Já outras são mais práticas e dependem mais do quanto você está disposto a investir na estrutura da sua propriedade.

1 – Área de preservação

Uma das alternativas mais modernas é definir uma área de preservação permanente (APP) na propriedade. Além de ser útil e sustentável, faz parte da legislação vigente, referente ao código florestal brasileiro.

Essa área tem a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade.

Definição da área de preservação
Código Florestal Brasileiro

Na prática, são áreas naturais intocáveis das propriedades, que não podem ser usadas para exploração econômica. Geralmente, são utilizadas para este fim as áreas de várzea, como córregos, rios e nascentes.

O restante da área pode ser dedicado ao sistema produtivo, que é onde se produz, de fato, as culturas. Isso tudo faz parte de um planejamento para o manejo sustentável das propriedades e gera o equilíbrio necessário entre exploração e preservação para o meio ambiente.

Ícone lampadaVocê pode ver, com detalhes, como deve ser feita a área de preservação nesse link, que é uma Cartilha do Código Florestal Brasileiro.

2 – Captação da água da chuva

Além de dar utilidade a uma água que provém naturalmente do ambiente, captar a chuva combate a falta de água em períodos de seca, estiagem ou maior necessidade. Dessa forma, os recursos naturais não são exageradamente utilizados, economizando-os de modo sustentável.

Cada propriedade rural pode adotar o melhor método para fazer essa captação, mas as mais comuns são as cisternas, calhas ou tanques escavados. Tudo depende do espaço disponível e dos recursos para o tratamento posterior da água captada.

Tanque de captação de água da chuva
Mercado Livre | Ideia para grandes propriedades, de agricultores que produzem em maiores volumes. São tanques extensos que captam água da chuva para boa parte da irrigação.
Tanque de captação para água da chuva
Recolast | Ideia para pequenas propriedades e agricultura familiar, que não precisam de tanques enormes para reter água da chuva.

De qualquer forma, a vantagem é o fato da água ser praticamente potável, sendo necessário pouco tratamento. Além de ter fácil captação e armazenagem, independentemente do sistema escolhido.

Depois do processo, a água da chuva pode ser utilizada para alimentação dos animais, para a irrigação das plantas e até mesmo para outras funções da propriedade, como a limpeza de máquinas e ambientes.

3 – Fertirrigação

A fertirrigação é, na prática, o reaproveitamento dos dejetos animais (fertilização), combinada com a irrigação (água). É uma técnica que ajuda a otimizar os recursos, pois já leva os nutrientes ao solo na hora da rega.

Ecoirrigat em lavoura

Dessa forma, não é necessário que o processo seja feito em duas etapas e mais energia e água sejam gastas. Quando usada no solo certo, traz grandes benefícios ao meio ambiente e torna a propriedade mais sustentável.

Saiba mais sobre esse método em nosso post com os 4 motivos para adotar a fertirrigação!

Pronto para deixar sua propriedade rural mais sustentável?

Siga nossas dicas e garanta o bem para o meio ambiente e para a sua plantação. Outra dica é acompanhar o nosso blog para estar sempre por dentro das novidades sobre irrigação e tecnologia no campo. Até mais!

Powered by Rock Convert